close

  • Ser fiel à minha Pátria, a República da Polônia

     

  • A CHAVE POLONESA PARA O SUCESSO DE ATRAIR INVESTIMENTOS

  • Na pesquisa anual da unctad (Agência das Nações Unidas para Comércio e Desenvolvimento) a qual indagou os investidores sobre o lugar mais atraente para a localização de projetos nos anos de 2013–2015, a Polônia ficou em quarto lugar na Europa e no décimo quarto no mundo. O nosso país ficou entre os cinco principais países europeus incluídos nas vinte localidades mais atraentes para o investimento no mundo. A Polônia foi o único país da Europa Central e do Leste Europeu neste grupo.

     

    As corporações globais muitas vezes escolhem a Polônia como a localização de seus novos investimentos na Europa. De acordo com o ranking da Bloomberg de 2013, a Polônia é o melhor país para fazer negócios na região da cee. Por sua vez, no relatório FDI Intelligence a Polônia ficou em terceiro lugar, atrás da China e dos eua, como o melhor lugar para os investimentos produtivos no mundo. Segundo o relatório Atratividade de Investimentos na Europa 2012, da autoria da Ernst & Young, podemos concluir que nos próximos três anos a Polônia, atrás da Alemanha, será o segundo país mais atraente na Europa para o investimento.

     

    O valor acumulado do investimento estrangeiro na Polônia já ultrapassou us$150 bilhões, temos um volume de exportação seis vezes maior do que em 1990 e três vezes maior do que há 12 anos. Estamos em quinto lugar na ue na lista de número de empresas, as quais em 2011 eram 1 866 mil. A cada ano, as empresas públicas e privadas investem mais de 140 bilhões de zlotych no desenvolvimento de suas atividades.

     

    Você sabia que? Em agosto de 2013, a agência de classificação Standard & Poor’s confirmou os ratings da Polônia, a sua perspectiva é estável – de acordo com um comunicado de imprensa da Standard & Poor’s. O rating da dívida de longo e de curto prazo em moeda estrangeira é “A-/A-2” e “A/A-1” para a dívida de longo e de curto prazo em moeda corrente nacional.

    Segundo a pesquisa conjuntural da Câmara de Indústria e Comércio de Polônia-Alemanha (AHK Polônia) publicada em maio de 2013, a Polônia é líder de atratividade para os investidores. Esse resultado é fruto de um desenvolvimento sistemático e sustentável que o nosso país tem experimentado nos últimos anos. A Polônia registrou o mais elevado percentual (65%) na Europa Central e Oriental entre os entrevistados que estavam satisfeitos com a qualidade do ensino acadêmico. Ficamos também em primeiro lugar em termos de disponibilidade de mão de obra qualificada. De acordo com a pesquisa, 94% das empresas investiria novamente em nosso país.

     

    "Em termos de valor referente aos projetos greenfield anunciados em 2012, ou investimentos desde a base, os quais atingiram o nível de us$11,5 bilhões, a Polônia ficou em segundo lugar na União Europeia. Foi ultrapassada apenas pelo Reino Unido, onde o valor de tais projetos foi de us$41,2 bilhões."

    O número de novos projetos de investimento na Polônia está crescendo constantemente, especialmente na indústria automotiva, nos centros de pesquisa e desenvolvimento, na indústria eletrônica e química. Os investimentos na Polônia estão cada vez mais focados no potencial intelectual dos empregados. Isto é confirmado pela ocupação de um segundo lugar pela cidade de Cracóvia no ranking da unctad com respeito às áreas mais atraentes para investimento do tipo bpo entre os mercados emergentes.

     

    Além disso, de acordo com as prestigiosas pesquisas da Fundação Bertelsmann, nos últimos quatro anos a Polônia passou de décimo para o terceiro lugar na avaliação da democracia e do estado da economia na Europa Central e do Leste Europeu. O Índice de Transformação da Bertelsmann Foundation é uma pesquisa de mais de 120 países que passaram ou estão passando por transformação. É realizada ao longo dos últimos dez anos. Os especialistas – economistas, sociólogos, cientistas políticos, especialistas em gestão – avaliam os países em três áreas: a qualidade da democracia, o estado da economia de mercado e da gestão do país.

     

    Investimentos Estrangeiros na Polônia para os anos 2006–2012 (em bilhões de Euros)

     

    Fonte: Elaboração própria com base em Euromonitor Statistics, Foreign Direct Investment Inflows, 2012


    Os resultados para a Polônia são simplesmente excepcionais: entre os países da Europa Central e Oriental o país avancou de décimo para o terceiro lugar! O país alcançou o terceiro lugar na avaliação da democracia e da economia de mercado e o segundo lugar na avaliação da qualidade da gestão. Avançamos principalmente em aspectos específicos, tais como a eficácia da gestão, a construtividade na cooperação internacional e a utilização eficaz dos recursos.

    Print Print Share: